Cada vez mais brasileiros estão tentando a vida no exterior. Todos conhecem alguém que decidiu ir trabalhar em outro lugar, seja na Europa, no Canadá ou na Austrália. Mas afinal, como imigrar legalmente?

Há diversas barreiras no processo de imigração que podem levar alguém a desistir. Como diz meu primo “tem que ser a coisa que você mais quer na vida”. Ou, na minha visão, você tem começar já sabendo o esforço que precisará ser feito.

Como a minha experiência pessoal foi na Europa, os exemplos serão focados na imigração para lá.

Como sair do Brasil e imigrar legalmente: Casamento

O jeito mais “fácil” de imigrar legalmente é por meio de casamento. Não somente com pessoas do país para onde você quer imigrar, mas com qualquer indivíduo que tenha visto de trabalho ou residência permanente no país de destino.

Contudo, em alguns países o visto de acompanhante como conjuge não lhe dá a permissão para trabalhar. Porém, uma vez no país é muito mais fácil encontrar oportunidades e dar entrada no visto de trabalho.

Como sair do Brasil e imigrar legalmente: Cidadania sanguínea

Devido a intensa imigração de europeus para as Américas nos séculos passados, muitos brasileiros têm o direito de pedir o reconhecimento da sua cidadania estrangeira. A regra para pedir tal reconhecimento varia de acordo com as leis de cada país.

Como sair do Brasil e imigrar legalmente?

Os países mais comuns são Itália, Portugal, Espanha, Alemanha e Luxemburgo.

Luxemburgo encerrou o pedido de cidadanias “por sangue” em dezembro de 2018.

A Itália costuma ser o país mais flexível dentre os quatro restantes. Sua lei não limita a quantidade de gerações entre cidadão nato e a pessoa que entrará com o pedido, desde que você consiga provar o elo familiar. É um processo que merece um post próprio.

Portugal, Espanha e Alemanha possuem leis similares, onde as gerações são limitadas e, por vezes, apenas de pai para filho. Ou seja, para um neto conseguir a cidadania dos avós, seus pais precisam tirar antes. E mesmo assim, muitas vezes o direito de entrar com o processo se extingue quando o neto completa 18 anos.

Em qualquer um dos países, quando o processo é finalizado, você não é considerado imigrante, mas sim um cidadão do país.

Como sair do Brasil e imigrar legalmente: Visto de trabalho

Como nem todos possuem laços familiares em outro país, o modo mais procurado é imigrar legalmente por conta do trabalho. Isso não significa que seja o mais fácil. Como em todos os casos acima, a facilidade e as leis variam de país para país.

Aqui, “trabalho” significa trabalho qualificado com diploma universitário, onde os empregadores pagariam pelo seu visto. Trabalhar como garçonete, faxineiro e babá infelizmente não conta.

Como sair do Brasil e imigrar legalmente?

Países com a economia estável geralmente são mais abertos à receber imigrantes qualificados, como: Alemanha, Austrália, Canadá, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Hungria, Nova Zelândia, Suécia.

Países que nós gostaríamos que fossem mais fáceis: Espanha, EUA, Inglaterra, Holanda, Suíça.

Nesse caso em específico, o tempo e o esforço necessários variam muito de pessoa para pessoa. Se você tem anos de experiência numa área com alta demanda (TI, por exemplo), as chances de você conseguir uma vaga rapidinho são altas, mesmo só com o inglês.

Agora, se você acabou de sair da universidade e não fala a língua do país de destino e precisa de visto… aí é outra história.

Mas deixa eu te contar que nem tudo está perdido. Essa foi a minha história. Então vale a pena ler esse post onde eu dou as dicas que me ajudaram a conseguir um emprego que me desse um visto de trabalho na Europa.

Se você está pensando em trabalhar fora do país, não deixe de ler as dicas desse post aqui.

Tá, mas existem outras opções?

Se você acha que nenhuma das opções se encaixa na sua vida e mesmo assim quer passar um tempo fora, não desista. Aqui nós falamos sobre alternativas legais à imigração. Ou seja, programas que te dão vistos temporários para aproveitar a vida no país que você preferir – alguns até com salário!

Eu gamanente: https://www.colecionandocarimbos.com/2019/06/2ranto que depois de ler você não encontrará mais desculpas para não embarcar rumo à próxima aventura da sua vida.