O que fazer no deserto do Atacama?

Foi essa a pergunta que eu me fiz quando soube que iria passar minhas férias de inverno no Chile. Queria aproveitar pra conhecer algum lugar diferente nesse país lindo de extremos que tem de tudo um pouco e a dúvida acabou surgindo. Depois de pesquisar um pouco, fiquei surpresa com a quantidade de atividades. Tem MUITA coisa pra fazer por lá! Muitos passeios legais e diferentes das viagens que eu estava acostumada a fazer. A informação mais incrível pra mim foi saber que o céu do deserto do Atacama é um dos melhores do mundo pra se observar!

O que fazer por lá?

Vou listar os passeios e as atrações existentes em cada um deles. Lembrando que é possível fazer com agências ou alugando um carro e indo por conta própria. Acho as duas opções bem interessantes, o ponto positivo do carro é a flexibilidade e dos tours é a informação obtida durante o passeio e também o privilégio de ter um maior contato com a cultura do local. Mas isso você pode decidir depois!

Já adianto: se você está imaginando um deserto de dunas e mais dunas como eu esperava, vai ter uma grande surpresa pelo caminho!

Lembre-se: $1.000,00 (pesos chilenos) = R$5,5 em média, cotação de 10/02/2019.

Vale de la Luna e Vale de la Muerte

Vale de Muerte

Contradizendo o que eu acabei de falar, no Vale de la Muerte tem dunas! As únicas de todos os tours, mas lindas e altas: 20 minutos de subida, a 2400 metros de altitude. Subir não foi fácil, mas a vista lá de cima, ah a vista… Vale todo o esforço!

Tem deserto, vulcão, imensidão, silêncio e esculturas naturais para onde quer que você olhe.

 Vista de cima das dunas, Vale de la Muerte

Os dois vales estão localizados bem perto um do outro. O Vale de la Luna, de origem vulcânica, mais parece um vale lunar com uma rara beleza e um variado número de espécime animal e vegetal se comparado com o resto do Atacama. O nome vem desse aspecto lunar que o lugar tem, por parecer que podemos mesmo estar na Lua. O passeio geralmente acontece pela tarde, pegando sempre o pôr do sol do alto do Vale, mas há opções realizadas pela manhã em algumas agências com tour privados.

Vale de la Luna

Pôr do sol no Vale de La Luna

DICA: Experimente o pisco artesanal que as pessoas vendem por ali. São piscos (bebida típica Chilena e Peruana) feitos com plantas que só se encontra ali no Atacama mesmo. Vale super a pena, e é uma lembrança muito legal de se ter e para presentear os outros também.

Entrada do Parque: $2.000 / Estudantes: $1.500 – em pesos chilenos

Los Geysers del Tatio

Um dos mais famosos tours do Atacama são os Geiseres de maior altitude do mundo, quase 5000 m com nuvens de até 11 metros de altura! O que são os Geysers? Os Geiseres de Tatio são formados quando rios gelados subterrâneos entram em contato com rochas quentes. As grandes colunas de vapor saem para a superfície através de fissuras na crosta terrestre, alcançando a temperatura de 85°C. É um espetáculo a parte!

Esse é o tour que começa mais cedo4 am, pra chegar nos Geyser com o sol nascendo. Há piscinas termais onde os visitantes podem tomar banho, mas geralmente é a hora mais fria do dia. Nos passeios das agências de turismo, costuma incluir café da manhã. Os visitantes normalmente chegam em San Pedro às 13h, ainda no horário de almoço.

Entrada do Parque: $5.000 / Estudantes: $1.500 – pesos chilenos

 

Procurando acomodação em San Pedro de Atacama? Confira os melhores preços aqui!

Lagunas Antiplanicas e Salar de Atacama

 Lagunas Altiplanicas

 Lagunas Altiplanicas

Esse tour dura o dia inteiro e, na minha opinião, é imperdível! A saída acontece pelas 06:30 am (depende da agência e de onde você está). A primeira parada é nas Lagunas Altiplánicas Miscanti y Miñiques, que são lindas!

É um tour onde subimos muito, então pode ser que você se sinta um pouco mal devido a altitude – esteja preparado!

Depois, a parada é no povoado de Socaire e a excursão continua até o povoado Toconao, terminando perfeitamente no grande Salar de Atacama para visitar a reserva nacional de flamingos “Flamencos Laguna Chaxa”. Normalmente os tours que dia inteiro incluem café da manhã e almoço no preço.

 Salar de Atacama

  Salar de Atacama

Entradas para os 2 parques $5.000 – pesos chilenos

Tour Arqueológico

Esse é um passeio para quem está interessado na história do Atacama. Não fiz, então não sei se é bom, mas me parece uma opção somente se você estiver lá por muitos dias, ou for muito interessado pelo assunto.

A saída normalmente acontece as 9am e visita Pukará de Quitor, Cordilheira de Sal. Depois passa pela aldeia de Tulor que tem mais de 3.000 anos de idade e é o ponto principal do tour. Na volta à San Pedro, as pessoas tem o prazer de observar o verde e tranquilo Ayllu de Sequitor e o horário de estimado de volta é as 13h.

Entrada dos Parques: $ 5.000 / Estudantes: $3.000 – pesos chilenos

Salar de Tara

 Salar de Tara

Outro passeio de dia inteiro e, na minha opinião, o mais imperdível deles. O Salar de Tara é uma linda extensão altiplanica rodeada por vulcões (juro, não da nem pra contar direito). O passeio pelo deserto visita as “Três Marias” e o “Guardião do deserto”, uma escultura de pedra no meio do nada que parece uma pessoa observando tudo. Normalmente os tours de dia inteiro contam com café da manhã e almoço no pacote.

Eu tive muita sorte ao fazer esse passeio pois fui com uma agência muito boa e um guia sensacional, infelizmente não sei qual foi pois, como disse no começo, cada dia estava com uma agência diferente devido ao planejamento do hostel. O guia extendeu nosso passeio e fomos parar na Lagoa Verde na Bolívia! Totalmente fora do plano haha

 “Guardião do Deserto”

Laguna Cejar

A visita começa pela Laguna Cejar, que se encontra dentro do Salar de Atacama. O mais curioso da Laguna – e o motivo de todos encararem um banho na lagoa mais fria que eu já vi (e no inverno!!) – é o fato de conter 30% mais sal que a água do mar. É muito parecida com o Mar Morto – nos dois você pode flutuar sem fazer o menor esforço.

É tudo bem organizado, paga-se para entrar e há banheiros e chuveiros disponíveis para os banhistas (ou só turistas mesmo). O visual é incrível e é muito engraçado ver todas as pessoas sofrendo para entrar na água congelante.

Laguna Cejar

Próxima parada são os Ojos del Salar, dois lagos redondos bem profundos que foram feitos de maneira artificial para buscar água doce. Se você procurar fotos de cima, realmente parecem dois olhos saindo do deserto.

Por fim, visita-se Tebenquiche, outra lagoa, essa com apenas 10cm de profundidade. A cordilheira reflete na água e é lindo assistir o pôr do sol ali.

O tour normalmente saí às 15h e volta às 20:30 para San Pedro. Perfeito para quem quer explorar a cidade no período da manhã!

Entrada para o parque: $15.000 – pesos chilenos.

Tour Astronômico

Não é só de sol que vive o deserto! Um dos passeios mais legais que eu fiz – se não o mais – foi o tour astronômico. Como já disse no começo do post, o Atacama é considerado um dos melhores lugares do mundo para observar o céu e é sede do programa ALMA, uma organização formada por diferentes países com estudos voltados para projetos astronômicos. Mesmo a olho nu o céu já é uma atração maravilhosa, é possível distinguir a via lactea facilmente e a vontade de ficar olhando para cima todo o tempo é enorme!

 Lua

DICA 1: Se prepare para o frio pois o tour acaba de madrugada e é sempre congelante!

DICA 2: Em dias de lua cheia os passeios astronômicos não acontecem devido a alta luminosidade no céu, então programe bem sua viagem!

Gostou das opções? Então vem ver como eu organizei minha viagem de 4 dias ao Atacama, aqui!