Já falamos em alguns posts sobre o Couchsurfing como uma maneira de viajar gastando menos e um jeito de interagir com as pessoas locais. Mas nunca explicamos detalhadamente como a plataforma funciona, então você deve estar se perguntando o que é e como funciona o Couchsurfing.

O que o Couchsurfing?

É mais que um site para encontrar hosts, é um verdadeiro estulo de vida! Onde você entra em contato com as pessoas que estão oferecendo não somente seu sofá ou cama, mas que estão dispostas a compartilhar com você toda a sua cultura. Não é maravilhoso?

o que é como funciona couchsurfing

 

Cuidados

É sempre legal lembrar de cuidar da casa de destino como você cuida da sua – ou até melhor! Afinal, não é um hotel… é alguém abrindo a porta da sua casa pra você. Envolve bastante confiança, né!?

É seguro?

Bom, é feito por pessoas né?! O site toma todo o cuidado em oferecer informações necessárias para que nós possamos tomar decisões. O bom senso sempre deve prevalecer, dependendo do país às vezes é melhor pegar um hostel ou hotel se você não se sente segura, principalmente (e infelizmente) para nós mulheres. Não deixe que a insegurança te impeça de tentar em algum lugar legal, tem muita gente boa no mundo também 🙂

Como funciona o Couchsurfing?

O primeiro passo é registrar-se, você pode escolher ser verificado (pagar) ou não. Normalmente um perfil verificado é mais seguro e é recebido com mais facilidade pelos hostsHost é quem está disposto a hospedar outras pessoas em sua casa.

Procurando um host

Vamos supor que você está indo viajar sozinha e quer uma experiência diferente daquela que está acostumada a ter. Resolve então utilizar o Couchsurfing para entrar em contato com a cultura local mais rapidamente, mas quer escolher alguém com quem você se identifique.

Há certos filtros que podem ajudar na hora de fazer a busca para encontrar um Host com quem tenha afinidades e se adeque ao seu período de viagem. Se a sua viagem for de 10 dias, pode acontecer de você ficar em dois ou até três hosts diferentes, dependendo da disponibilidade de cada um.

Explicando a imagem acima, primeiro você coloca as datas da viagem e o número de viajantes. Depois das informações sobre o Host, marque se você quer que a pessoa tenha referências de outros couchsurfers (muito importante!), que seja um perfil verificado, um embaixador ou que tenha interesses mútuos.

Depois de você escolher a opção de acomodação e preferências que mais combinam com você, pode escolher o gênero da pessoa que irá te receber (se você quiser, claro) e a idade. Também há como escolher o idioma falado e os interesses que a pessoa pode ter.

Feito isso, irá aparecer a lista de pessoas que entram na sua descrição.

É muito importante ler as referências, o perfil onde a pessoa se descreve e ver as fotos do local onde você iria ficar antes de entrar em contato. Além disso, ver se a localização aproximada é perto de onde você tem vontade de ficar.

O que o perfil do host mostra?

O perfil das pessoas geralmente mostra que idioma elas falam fluentemente e quais está aprendendo (se algum), seus interesses pessoais, países que já visitou, países onde morou, em que é graduado, onde trabalha, fotos do apartamento e da pessoa, referências de outros hóspedes.

Informações sobre a casa

Quantas pessoas pode receber de uma vez, que tipo de cama/quarto tem, se tem preferencia de gênero para hospedar (algumas mulheres só aceitam outras mulheres, por exemplo), se tem animais de estimação, crianças, se pode fumar ou se é acessível para cadeirantes.

 

Se você gostou de tudo, hora de entrar em contato!

Lembre-se: a pessoa pode receber inúmeras solicitações por dia, o que fará com que ela escolha justamente você?

Leia a descrição do perfil e tente conectar-se por meio disso, mostrando porque você se interessou por aquela casa e o que pode oferecer de diferente para os hosts, uma comida típica do seu país quem sabe?!

Há também a opção de colocar a sua viagem como “pública” e deixar que os hosts te ofereçam um lugar pra ficar. Particularmente, e principalmente se você for mulher, eu não recomendaria fazer isso, você pode receber uma mensagens meio estranhas.

Mas não é só isso!

Como eu disse anteriormente, o Couchsurfing não é apenas uma plataforma para hospedagem de graça, é muito mais que isso. É um local onde viajantes de encontram para trocar experiências e conhecer novas pessoas. Em diversas cidades há grupos que se encontram semanalmente apenas por saberem que tem algo em comum – a abertura para conhecer o novo. Tenho um amigo que morou em Budapeste e sempre ia nos encontros da cidade conhecer gente nova, por exemplo.

Além disso, também são organizados eventos e vai quem se interessar. Eu participei de um super legal aqui em Munique, onde um alemão se voluntariou para levar as pessoas à “maior cachoeira da Alemanha com 400m de altura” e foi um passeio incrível com pessoas de todas as partes do mundo que moram aqui ou que só estavam de passagem.

Grupos

Com o objetivo de aproximar pessoas que tenham os mesmos interesses não importa onde elas estejam, o Couchsurfing oferece também a possibilidade de participar de grupos.

Por exemplo: intercâmbio de idiomas em Lima, Festivais musicais, Descobrindo a natureza, Companhias para viajar o mundo, Modos alternativos de viver e consumir… enfim, inúmeras opções pra você explorar e encontrar pessoas com os mesmos interesses que os seus – com certeza você se identificará com algum!

Bom, agora que você já está mais por dentro do que é, que tal se aventurar na próxima viagem?

Se mesmo depois de todos os passos você ainda não se sentir segura, acho que um modo muito legal de começar é ficando na casa de amigos(as) de amigos(as)! É um passo a mais que ajuda a criar confiança no mundo!

Boa viagem!