Muitas pessoas quando descobrem que eu já fiz um estágio na Alemanha perguntam como eu consegui. Pensando nisso, resolvi escrever esse post falando sobre o programa Talentos Globais da AIESEC. Sei que existem outros modos de realizar intercâmbio no exterior, mas as minhas duas experiências de trabalho internacionais foram dessa forma e acho super válido compartilhar.

Sobre a AIESEC

A AIESEC é uma organização estudantil internacional sem fins lucrativos que transforma e desenvolve jovens universitários tanto pessoal quanto profissionalmente através de trabalho em equipe e intercâmbios voluntários e profissionais, visando sempre a liderança. Estando presente em 125 países e territórios, com mais de 86.000 membros e 8000 organizações parceiras, a AIESEC é a maior organização mundial de estudantes. Sua sede está localizada em Rotterdam, Holanda, onde nasceu a organização.

Talentos Globais

O programa é um dos principais programas da AIESEC, junto com o Cidadão Global, e promove intercâmbios ao redor do mundo para estudantes universitários. Os requisitos são: ter entre 18 e 30 anos, estar cursando um dos cursos contemplados pelo programa (em geral são administração, engenharia, educação e design e marketing) ou ter as habilidades necessárias para a vaga e ter inglês em nível avançado.

Alguns países tem suas próprias exigências, por exemplo, na Alemanha é obrigatório ser estudante para conseguir o visto de estágio e várias empresas pedem mais que o inglês para realizar o trabalho. Tudo vai variar dependendo do país e da empresa.

Foto: AIESEC

Como funciona?

O intercambista arca com toda a sua despesa de passagens, visto (quando necessário) além de pagar uma taxa para a AIESEC quando der MATCH (quando for aceito por uma empresa).

Existem duas modalidades dentro do Talentos Globais: intercâmbios de curta duração (até 3 meses) e intercâmbios de longa duração (de 6 meses para mais).

Intercâmbio de curta duração (> 3 meses)

No intercâmbio de curta duração o estagiário não recebe salário, apenas a sua acomodação na cidade de trabalho, além de uma ajuda com a alimentação. Geralmente as empresas que participam desse programa são startups que querem levar sua empresa para uma escala global ou apenas ter uma visão diferenciada do seu produto ou serviço.

A maioria das vagas para a América do Sul são para curta duração. Eu super indico se você tem vontade de ter uma experiência internacional mas não quer (ou não pode) perder um semestre inteiro na faculdade. Fiz esse intercâmbio no meio de 2015 para o Chile onde passei 1 mês, você pode conferir aqui!

 

Intercâmbio de longa duração (< 3 meses)

Já no intercâmbio de longa duração, o estudante recebe um salário condizente com o custo de vida do país para onde irá viajar. Por exemplo, estagiando na França é possível receber 1000 dólares, já na Índia seria 400 dólares. Isso não significa que você irá passar necessidade financeira na Índia, significa apenas que é um país com um custo de vida mais barato.

Com esse salário, o estudante fica responsável por tudo: acomodação, comida, gastos extras e etc. A AIESEC do país de destino irá prestar todo o suporte necessário, ajudando você a achar uma acomodação adequada e também auxiliando nas atividades burocráticas – como abrir conta em banco, fazer passe de ônibus/metro, entre outros.

 Foto: AIESEC

Está interessado?

Entre em contato com a AIESEC mais próxima de você! Após realizar uma entrevista, você receberá um login e senha para acessar a plataforma onde encontrará todas as vagas disponíveis ao redor do mundo! A minha sugestão é manter a mente aberta e se aplicar para diversos lugares!

Experiência pessoal

Na minha busca para um intercâmbio de longa duração eu tinha quatro países de dois continentes diferentes no topo na lista, mas quando achava uma vaga interessante em outro lugar eu me aplicava, não importava para onde fosse.

Quanto tempo demora?

Comecei a procurar entre setembro e outubro de 2015 e, após diversas entrevistas para vários lugares, na metade de dezembro recebi a confirmação da empresa para qual trabalhei.

Desde o aceite da empresa até a minha ida para a Alemanha, foram dois meses. Tempo necessário para marcar uma entrevista no consulado, esperar os documentos orginais chegarem e aguardar o tempo de processamento do visto.

É difícil de conseguir?

Isso é relativo. Todas as pessoas que estão interessadas nesse tipo de programa tem acesso a mesma plataforma que você. Ou seja, quanto melhor a vaga, mais disputada ela será! Capriche no seu currículo, na sua cover letter e se prepare bastante para as entrevistas. 

E o mais importante: não desista. Você só precisa de um sim.