Ana Toniolo, prazer! Tenho 22 anos, sou gaúcha, e sempre morei em Florianópolis, Santa Catarina. Há 6 meses, me formei em publicidade na UNIVALI e me mudei para Florença para trabalhar como Wedding Planner em uma empresa italiana de Destination Weddings.

Piazzale Michelangelo

O que te levou a escolher a cidade?

Eu sempre guardei um sentimento especial por Florença, uma cidade que era a paixão da minha mãe e, de tanto que ela falava, virou a minha também! Já tinha visitado Firenze uma vez como turista e fixei na minha cabeça que um dia ainda voltaria ali para morar naquele lugar encantador.

Como surgiu a oportunidade?

No ano da minha formatura comecei a me agilizar para tornar o sonho de morar na Itália uma realidade. Criei um currículo legal em inglês e enviei para algumas empresas do segmento de organização de casamentos (minha paixão!).

Para minha alegria, uma das empresas me procurou. Fizemos algumas entrevistas por Skype e uma pessoalmente e, por fim, deu certo! Me formei no final de Agosto de 2016 e em Setembro do mesmo ano já estava embarcando para Florença.

Qual foi a documentação necessária?

Eu possuo passaporte Italiano, então não precisei me preocupar com nenhuma documentação extra para morar na Itália. Os únicos 3 documentos que providenciei, já em Florença, foram:

  • O Codice Fiscale, que seria a mesma coisa que o CPF no Brasil e é essencial para tudo o que você for fazer na Itália (como por exemplo, abrir uma conta no banco ou firmar um contrato de aluguel de apartamento). Solicitar ele é muito simples. Basta ir à Agenzia delle Entrata da sua cidade portando uma cópia do seu passaporte italiano. Eles emitem na hora seu Codice Fiscale provisório (uma folha A4) e em torno de 1 mês a via oficial chega no seu endereço por correio.

Dica: Não esqueça de colar um adesivo com seu sobrenome na caixa de correio do prédio, para garantir que a correspondência chegue!

  • A Carta di Identità (como o nome mesmo já diz, será sua Identidade na Itália). Para solicitar ela você precisa ter firmado residência em Florença e aí sim está um obstáculo chato à ser ultrapassado. Isso porque nem todos os donos de apartamento aceitam assinar a residência do morador que está alugando, portanto, antes de alugar um apartamento pergunte ao proprietário se ele estaria disposto à assinar sua residência. Com este ok, o resto será simples! Vá na Partere da sua cidade portando o contrato de aluguel do apartamento e informe que gostaria de firmar residência. Eles te entregarão um número de telefone para fissare un appuntamento na Partere e um formulário para ser preenchido pelo proprietário do seu apartamento. Porte ao appuntamento na Partere este formulário preenchido e assinado, com mais uma cópia do seu documento e uma cópia do documento do proprietário e pronto! Um oficial irá passar no seu endereço em torno de 45 dias, para confirmar que você de fato mora ali. Com a residência firmada, o processo de solicitação da Carta di Identità na Partere é imediato (basta portar uma cópia do seu documento e duas fotos 3×4) e em 1 mês você terá sua Identidade italiana em casa.

  • A Tessera Sanitaria (carteira de saúde para atendimento gratúito) também só pode ser feita depois que você já tiver firmado sua residência em Florença. Para solicitá-la basta ir à Azienda Sanitaria mais próxima da sua casa portando uma cópia do seu passaporte e uma cópia do seu Codice Fiscale. Eles emitem na hora sua Tessera Sanitária provisória (uma folha A4) e em torno de 1 mês a via oficial chega na sua casa por correio. Neste meio tempo você já pode utilizar o atendimento médico gratúito!

Apesar de parecer bastante trabalho, a parte burocrática foi a menor tarefa dentre os preparativos da minha viagem.

 Rio Arno

Como escolheu onde morar? Qual é o custo de vida por lá?

Definir minha nova casa foi sem dúvidas o que mais ocupou meu tempo! Sugiro começar a procurar pelo menos 2 meses antes para conseguir realmente estudar as opções e barganhar o melhor preço. Isso porque Florença é uma cidade extremamente turística e na alta temporada (Maio-Agosto) os preços explodem!

Para alugar um bom apartamento aqui você pode esperar gastar de 500 euros (para um apartamento dividido com mais 1 pessoa) à 700 euros mensais (para um apartamento sozinha). Os bons bairros de Florença são: o Centro Histórico (localização perfeita, preços a partir de 700 euros); Santo Espírito (ainda é considerado Centro Histórico, é o bairro descolado dos locais, cheio de barzinhos alternativos); Campo di Marte e Le Cure (próximos do Centro Histórico mas com opções de apartamentos maiores, um pouco menos antigos e com preços mais acessíveis). Para procurar sua nova residência recomendo os sites Airbnb e Subito.it

Como foi sua chegada no lugar?

Chegar em Florença foi tudo aquilo que eu sonhei, só que ainda melhor! Aquele frio na barriga de um sonho se tornando realidade foi inesquecível! Fiquei pelo menos 3 meses em estado de alegria total, ainda não acreditando em tudo aquilo que estava acontecendo! Cheguei com a minha mãe, que foi uma companhia maravilhosa e me ajudou muito a amenizar a tensão inicial da mudança!

É no primeiro mês que tudo acontece – é quando você vai ajeitar seu cantinho na nova casa, começar a conhecer a vizinhança, criar sua rotina e resolver as pendências burocráticas (tudo isso ao mesmo tempo) – portanto, contar com um apoio de um familiar ou amigo é sem dúvidas um plus muito bem vindo e eu recomendo para todo mundo!

Como é sua rotina?

Meus dias na Itália foram se moldando aos poucos. Depois de 6 meses de trabalho na empresa italiana, saí de lá para assumir um projeto pessoal, também relacionado à área de casamentos na Europa. Agora, não tenho muito uma rotina. Vivo pra lá e pra cá de trem. No entanto, quando estou em Florença, costumo trabalhar de casa ou na Biblioteca delle Oblate – Uma biblioteca ótima, com vista para a Duomo (principal cartão postal de Firenze). Nas segundas e quartas-feiras tenho aula de italiano em um Instituto (quase) gratuito chamado Instituto Calamandrei (http://www.istitutocalamandrei.it/) – digo “quase” porque ela custa só 30 euros ao ano. A professora é ótima e suas aulas somam no total 4 horas por semana! Em 1 semestre você já sai parlando bene! É tão bom que eu ainda fico fascinada com este achado! – Divulguem para os seus amigos!

Quais os lugares que você mais gosta de frequentar?

Faço tudo a pé por aqui, porque amo caminhar no centro dessa cidade que para mim é um verdadeiro museu a céu aberto! Quando estou inspirada para exercícios físicos (não sempre…!) gosto de tirar uma horinha para correr ao redor do Rio Arno ou pelo Parque delle Cascine – um parque enorme e lindo, pouco frequentado por turistas!

Nos finais de tarde, duas dicas imperdíveis são a Piazzale Michelangelo e a San Miniato al Monte – locais com uma vista panorâmica da cidade em um ângulo perfeito para assistir o pôr do sol! Outros ambiantes que podem passar despercebidos por você, mas que fazem valer a pena a visita, são: o restaurante Golden View (para um happy hour com vista para a Ponte Vecchio), a Gilli (cafeteria italiana clássica de 1733), o roof top da Renascence (onde você pode tomar um Aperol Spritz enquanto admira a Duomo, o Palazzo Vecchio e a Piazza della Repubblica) e o Mercato Centrale (que foi recentemente reformado e virou um local super descolado com várias opções de comidas deliciosas! Não deixe de comer pizza por lá e depois provar o Canollo, um doce siciliano tentador, na barraquinha chamada Arà).

Mercato Centrale

Locais bons não faltam! Firenze é encantadora, cheia de charme e história. Não tem como não se sentir envolvido por essa cidade. Para onde quer que você olhe, terão detalhes rebuscados, casinhas em tons pastéis, palácios imponentes e ruelas estreitas. Ao final de tarde, o sol dourado da Toscana irá bater nas colinas verdes, encerrando cada dia de forma linda e natural. Viver em Florença é um sonho! A cidade tem sim seus defeitos, mas suas qualidades são muito maiores!

O que não se pode deixar de trazer de lá?

De lembrança da viagem leve para casa um pingente da Tedora (http://www.tedora.it/), com miniaturas de Firenze ou uma pintura em aquarela feita pelos pintores de rua, são lindas e te farão relembrar o clima dessa cidade que foi o berço da arte nos tempos do renascimento!

Se você também sonha em morar na Itália, desenhe esse sonho na sua cabeça e não esqueça esta imagem até que ela se concretize ao seu redor. Essa experiência valerá todo seu esforço e será inesquecível! Por mais que você tenha um pouco de medo da mudança, traga suas incertezas na mala. Não tem problema. As vezes a gente precisa chegar em um local novo para enxergar além e deixar que as novas experiências respondam nossas perguntas, nos mostrando outras possibilidades que não conseguíamos visualizar antes. Acredite em você e faça acontecer! Boa sorte! Te espero por aqui!

Piazzale Michelangelo a noite

Gostou do post? Nós AMAMOS!

Se quiser mais dicas, entra em contato com a Ana !

E-mail: anacarolinatoniolo@gmail.com

Facebook: /anatoniolodefreire

Instagram: @anatoniolodefreire

www.anatoniolo.com




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.