O transporte público de Munique é o mais eficiente dos que eu já tive contato até agora na Europa – e no mundo. Tudo acontece na hora prevista – quando não antes -, é limpo, organizado, seguro e moderno. Mesmo quando o metrô é de 76, é moderno.

O lado negativo: não é 24h.

Em todas as paradas de ônibus, s-bahn, u-bahn e tram (calma, já explico) mostra quanto tempo determinada linha vai demorar para passar. Ou seja, você consegue ver se está atrasado e quais os próximos horários. É maravilhoso.

Tem um aplicativo próprio, mas o Google Maps também funciona quase perfeitamente.

Quais meios de transporte existem? São quatro tipos de transporte aqui em Munique e todos funcionam com o mesmo ticket.

Já garantiu seu hotel em Munique? Reserva já e garanta os melhores preços clicando aqui 🙂

Tipos de transporte público

U-bahn

O metrô que nós conhecemos, conecta o centro da cidade e possui 6 linhas fixas e 2 que operam apenas em horário de pico.

S-bahn

Metrô de superfície, meio parecido com um trem, que conecta o centro da cidade com regiões mais afastadas como o aeroporto, contém 8 linhas.

Tram

Conhecidos no Brasil como bondinhos, digamos que são uma mistura de trem com ônibus elétrico pois anda em trilhos, porém no meio dos carros.

Ônibus

Ônibus normal, hehe

Horário de funcionamento

Infelizmente o transporte não é 24h e se você não se programar pode demorar algum tempo para chegar ao destino desejado, falo por experiência própria. O S-bahn por exemplo para de funcionar às 2h nos dias semana e nos finais de semana às 3h, voltando somente às 5h.

Como há muitos tipos de transporte e tudo depende de onde você quer chegar, vale a pena conferir sua rota aqui.

Como usá-los?

Você não precisa mostrar o ticket pra ninguém antes de entrar nos transportes. A única exceção é se você compra o “single ticket”ou ticket único, para uma viagem só, que é preciso validar. Até o ticket diário já pode vir validado direto da máquina, então você não precisa se preocupar.

Fique atento! Não é porque não tem catraca que não existe fiscalização! Se você for parado no metrô e não estiver com o ticket, serão cobrados 60€ euros!

Estações importantes

A Estação Central de Munique chama-se Hauptbahnhof e é de onde saem os trens regionais. Todos os S-bahn e U-bahn passam por ela com exceção do U3 e U6. Há também a Ostbahnhof, estação principal da parte leste da cidade e Pasing, que cobre a parte oeste.

Outra estação importante é a chamada Hackerbrucker, ela fica do lado da Hauptbahnhof e é onde fica localizada a rodoviária de Munique, a famosa ZOB.

Divisão da cidade

A cidade de Munique é dividida em 4 anéis, que seria a Zona 01 e é chamado de inner district, a parte branca do mapa. Depois disso teremos a Munique XXL que abrange a parte branca e verde do mapa.

01 ticket diário para a cidade é 6,60€

03 tickets diários para a cidade é 16,50 €

01 single ticket (para uma viagem só dentro de uma zona): 2,80€

01 single ticket para uma short trip (válido por uma hora): 1,40€

Você pode conferir todos os preços para os diferentes tipos de ticket clicando aqui.

transporte público munique

Ticket para Grupos

Algo muito legal que existe aqui são os tickets para grupos, tanto para andar dentro da cidade, quanto para viajar pela Bavaria! Calma, já vou explicar essa segunda parte! O esquema é o seguinte: o “group ticket” tem um valor fixo e pode ser compartilhado em até cinco pessoas, o que ajuda a economizar!

Por exemplo: 01 ticket diário para 01 pessoa custa 6,60€ como citado acima, porém o de grupo custa 12,60 € que pode ser dividido até 05 pessoas! Ou seja, no final ficaria perto de 2,50€ para cada um.

Bayern Ticket

Agora vem a parte legal, você pode viajar pela Bavária (e para Salzburg, na Áustria) dividindo um ticket de grupo, o chamado Bayern Ticket.

Como funciona?

É um pouco diferente do ticket de grupo para o centro da cidade, mas super fácil e útil de usar!

Para 01 pessoa ele custa 25€, a parte legal é que você pode adicionar até quatro pessoas, e para cada uma adicionada soma-se 6€. Ou seja, se 05 pessoas utilizam o ticket, sai menos de 10€ para cada um.

É preciso escrever os nomes dos passageiros à caneta no ticket para evitar confusões na hora que o ticket for checado – sim, em trens regionais eles sempre serão checados.