Ah, Milão! A cidade italiana mundialmente conhecida como um dos polos da moda e design está na lista de viagens de muitos brasileiros, especialmente por ser a porta de entrada para várias cidades italianas. Se você já está com a viagem planejada e sabe que vai passar por Milão, aqui vão algumas dicas do que fazer em Milão.

Procurando acomodação em Milão? Confira os melhores preços aqui.

Piazza Duomo

Essa é clássica! Não se pode visitar Milão e deixar de conhecer a praça da Duomo. Então, comece seu passeio por lá, o centro comercial de Milão onde estão todas as marcas conhecidas e, claro, a Duomo.

 

Visitação 

Certifique-se antes de que a Duomo estará aberta à visitação, veja os horários e planeje um bom (bom mesmo!!) tempo de espera. Vale a pena conhecer este monumento da arquitetura e da cultura religiosa.

três maneiras de “interagir” com a catedral:

  • Visitação normal
  • Subiindo até o seu topo
  • Se confessando

Nessa última não é possível observar a catedral de dentro, é realmente para quem quer uma ligação mais espiritual com a Duomo.

Dica: Não se engane com os tamanhos das filas! A parte para visitação fica no lado direito da construção, para subir do lado esquerdo e para se confessar fica na frente numa porta mais à esquerda.

Galeria Vittorio Emanuele

Saindo da Duomo, vá visitar a galeria Vittorio Emanuelle. Arquitetura imponente e maravilhosa, abriga diversas lojas de grife. Também é uma boa ideia para o almoço ou café da tarde, já que abriga diversos restaurantes.

Está precisando de sorte?

Os milaneses acreditam em uma tradição que traz muita sorte para os visitantes da galeria. Basta encontrar o touro em meio ao mosaico no piso central (provavelmente vão ter vários turistas ao redor), pisar com o calcanhar do pé direito sobre a genitália do touro e dar um giro sobre ele. 

Rinascente e o Restaurante Obiccá

Ao redor da Piazza Duomo, existem várias lojas de marcas conhecidas e uma grande loja de departamentos chamada Rinascente. Não deixe de ir ao último andar, no famoso restaurante Obiccá.

O local é disputadíssimo tanto no almoço quanto no jantar pois oferece uma vista maravilhosa das torres da Duomo, além de servir a melhor burrata de Milão. Imperdível!!! (clique aqui pra saber mais)

Dicas

  • Faça o cartão de visitante na loja e ganhe desconto em todas as compras.
  • Não esqueça de pegar o tax free

Projeto Porta Nuova

Um projeto belíssimo que une prédios residenciais, corporativos, com arquitetura arrojada e contemporânea. Neste complexo você vai ver o famoso Bosco Verticale, um prédio que prioriza o verde.

Em 2007, começou o processo de requalificação da região, abrangendo uma área de mais de 290.000 metros quadrados e recompondo a harmonia entre os bairros Porta Garibaldi, Isola e Varesine.

O coração de Porta Nuova é a praça Gae Aulenti, que fica no final da corso Como e abriga a torre de 231 metros da Unicredit, o maior arranha-céu da Itália.

 

 

 

Corso Como

Na corso Como, o destaque é a badalada 10 Corso Como, loja-conceito fundada pela ex-editora da revista Vogue italiana, Carla Sozzani. À noite, o que não faltam são opções de baladas por ali.

Aproveite para conhecer e passear pelo famoso Corso Como 10, próximo a Porta Nuova.

 

Dica: Estude bem o seu plano de internet móvel. Compre um chip da Vodafone. Paguei 30 euros e usei a internet por uma semana.

Castello Sforzesco

Imaginem visitar um castelo do século XV que foi destruído e reconstruído algumas vezes durante a história… Essa é a sensação de visitar o Castelo Sforzesco. Atualmente, ele foi reformado para abrigar diversos museus denominados de museus cívico, como por exemplo: Pinacoteca do Castello Sforzesco, uma riquíssima colecção de pinturas, entre as quais estão incluídas obras de Antonello da Messina, Andrea Mantegna, Canaletto, Francesco Guardi, Correggio, Tiepolo e a magnífica estátua de Michelangelo, a Pietà Rondanini; Museu da Pré-história; Museu Egípcio (com múmias em exibição!!) Museu de Arte Antiga, Biblioteca de Arte do Castello Sforzesco, entre muitos outros.

O museu acaba num parque super aconchegante. Vale a pena a visita. A melhor parte é o precinho da entrada haha 5 euros para todos os museus e 3 euros para estudante.

Happy Hour no bairro Navigli

O bairro Navigli é o bairro dos canais, com bares servindo Aperitivos das 17:30 às 22h, cheio de jovens de 20 a 35 anos, fazendo com que o lugar seja muito movimentado durante a noite

Happy hour ou, como são conhecidos na Itália, os Aperitivos são um must do em Milão. O diferencial do happy hour italiano é que você paga um preço para entrar (com um drink incluído) e tem um buffet disponível para comer enquanto estiver por lá consumindo. Isso mesmo, sem pagar a mais pela comida! Tem de tudo: tábuas de frios com queijos e salames, saladas, macarrão, pizza, lasanhas, nutella… tudo varia de acordo com onde você escolhe entrar, por isso recomendo andar bastante pelas ruas e decidir qual o melhor lugar para as suas expectativas! Mas cuidado para não chegar tarde demais pois os bares ficam com fila de espera antes mesmo das 20h.

Geralmente os preços no bairro Navigli são: 10€ de entrada (com um drink) e 6 a 9€ por um drink. 

Outra dica super legal do bairro é que do lado esquerdo na frente da primeira ponte tem um restaurante de sushi brasileiro (it´s a thing!) chamado Temakinho para aqueles que estão longe do Brasil por muito tempo e sabem que os sushis europeus (em sua maioria) não chegam aos pés dos brasileiros.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.