Todo mundo tem o seu lugar favorito dentro da sua cidade natal, e, para mim, o melhor lugar de Floripa é a Lagoa da Conceição, ou só “Lagoa” – pra você já ir se acostumando. Nesse post vou tentar mostrar um pouquinho do porquê e te convencer a colocá-la na lista de lugares pra ir quando passar pela capital catarinense. Mas já adianto: nenhuma descrição se compara à magia de estar de corpo e alma por lá!

Como chegar?

Como Florianópolis é uma ilha, os acessos aos lugares são um pouco limitados – normalmente com somente uma via de acesso. Para chegar à Lagoa saindo do centro, há dois modos: Partindo do Itacorubi/Córrego Grande em direção ao famoso Morro da Lagoa ou pelo sul da Ilha, passando pelo trevo do Campeche em direção ao Rio Tavares.

Pela Lagoa

O Morro da Lagoa (Rodovia Admar Gonzaga – SC 404) possui 7 curvas no total, sempre com tráfego intenso de carros, o que muitas vezes pode causar acidentes, então não esqueça de tomar cuidado ao dirigir por lá.

Além disso, congestionamentos para subir o morro são muito comuns durante o ano (na hora do rush) e no verão, quando muitos turistas vão passear por lá e – por não ter muita experiência dirigindo na subida do morro ou por se deslumbrarem com a vista – acabam formando filas.

No topo do morro há um mirante para se admirar a Lagoa de cima e em dias de sol vale muito a pena parar por ali uns minutinhos antes de continuar pra descida. Ainda no topo há lojas de souvenir, banheiro público e um dos sushis mais famosos da cidade pela vista privilegiada. Você também pode saltar de asa delta, pela Rampa do Morro da Lagoa. Quando o morro acaba, você encontra o TILAG (Terminal Integrado da Lagoa de Conceição), e continuando reto em 5 minutos você está no centrinho, onde pode encontrar de tudo (vou falar sobre isso mais à frente).

Atenção: durante a noite, assaltos aos turistas que param para admirar a vista do mirante são bastante comuns, então evite o local (especialmente durante a madrugada).

 

Procurando acomodação em Floripa? Confira os melhores preços aqui!

 

Pelo sul da ilha

Já pelo acesso pelo sul da Ilha, você vai em direção ao aeroporto, passando pelo túnel e pegando a Rodovia Gov. Aderbal Ramos da Silva. No final da Rodovia, você deve pegar as pistas da esquerda e subir um elevado que dará acesso à SC 405 (a pista da direita vai para o aeroporto). Depois de um certo tempo na SC 405, haverá um trevo onde você deve continuar reto (pela pista da esquerda novamente) para ir ao Rio Tavares. Nesse trevo, a pista da direita dá acesso ao Campeche.

O Rio Tavares também é um dos meus lugares preferidos na Ilha, onde tem o melhor açaí da cidade: “Só Açaí” na rua principal do Rio Tavares, na frente da Pedrita (sim, você passa por ele, sinta-se a vontade para fazer uma paradinha no caminho).

Continuando, você deve seguir a SC 406 até a Av. das Rendeiras e virar a esquerda para ir ao centrinho ou a esquerda para ficar nas rendeiras.

Você chegou! O acesso pelo sul da Ilha parece ser mais complicado mas na verdade não é, e nos dias de verão pode ser uma boa alternativa às filas gigantescas que se formam no Morro da Lagoa. Num mundo paralelo onde não existe trânsito em Floripa (uma das capitais com a pior mobilidade do país), os dois caminhos demoram a mesma quantidade de tempo.

 

Descobrindo a Lagoa da Conceição

A Lagoa ocupa uma área de 19,71 km² e possui uma população fixa superior a 30.000 habitantes, distribuída em localidades como Centrinho, Canto dos Araçás, Costa da Lagoa, Porto da Lagoa e Canto da Lagoa.

Centrinho

É onde está a maior concentração de bares, restaurantes, hostels, lojas e cafés. Lá você pode encontrar de tudo, do restaurante mais caro ao café mais hype, ou só sentar nos gramados em frente à Lagoa e relaxar fazendo um piquenique.

Avenida das Rendeiras

De um lado, a avenida é lotada de bares, restaurantes e baladas alternativas. Do outro lado, um gramado verdinho costeando a lagoa para você sentar, relaxar e curtir a vista. Perfeito para passar uma tarde calma, ler um livro e comer alguma coisa. Quase ao final das rendeiras, existem barracas que alugam pranchas de stand up, caiaques e pedalinhos, que são uma boa opção para um passeio. Ali você também encontra o Bar do Boni, um lugar que reúne pessoas de todas as idades, música ao vivo e comida e bebidas por um preço bom!

Costa da Lagoa

É um lugar todo especial. Você tem duas maneiras de chegar lá: fazendo uma trilha ou de barco (os barcos saem regularmente do centrinho). Lá você encontra restaurantes muito bons de frutos do mar, há uma cachoeira e algumas lojinhas locais. O mais legal de tudo pra mim é que a comunidade é muito, muito unida.

Porto & Canto da Lagoa

São áreas mais residenciais mas onde você pode também encontrar bons restaurantes. Acabando a descida do morro, virando a esquerda você entra no Porto e, fazendo um retorno mais à frente e virando a direita depois, você entra no Canto. No comecinho do Canto da Lagoa abriu uma nova balada em Floripa chamada Safe.

O que fazer por lá?

Essa é minha parte preferida: você pode fazer de tudo. Sério mesmo, não importa o que. Se você tem arte pra vender, esse é o lugar; se você quer comer os melhores frutos do mar, acertou de novo. Descansar na beira da lagoa, praticar esportes aquáticos, comer comida vegana, praticar yoga, terminar o dia num pub… tudo!

Durante a manhã, à tarde ou durante a noite, o que não falta é programação!

 

Mais detalhes:

Estacionamentos privados não são o forte dessa parte da cidade, normalmente as pessoas estacionam na rua, então cuidado para não deixar itens de valor dentro do carro, e de preferência, nunca pegar o carro sozinha(o) quando já estiver escuro. É possível estacionar em todas as ruas do centrinho e em um dos lados na Av. das Rendeiras.

O único estacionamento privado que eu consigo lembrar fica na frente da Pizza na Pedra no Centrinho da Lagoa.

É possível pegar ônibus para a Lagoa de diversos pontos da ilha, tais como a linha 330 via Mauro Ramos, 320 via Beira Mar ou o ônibus executivo 2123 via Joaquina.

Como o bairro é recheado de bares e baladas, muitas vezes ocorre blitz no começo do Morro da Lagoa, fique atento e se beber, não dirija. Agora o Uber chegou à Floripa então aproveite a novidade!

Atenção! Nem todo lugar é perfeito, obviamente. Fique atento porque a Lagoa NÃO é própria para banho! Não importa o que as placas digam no verão… E em dias de sol, prepare-se para um trânsito intenso em todos os lugares. A melhor opção é ir de manhã cedinho pra alguma praia perto (Praia Mole, Joaquina, Barra da Lagoa, Rio Tavares, Campeche são praias próximas) e depois passar o resto do dia por lá.