Visitar Milão é uma delícia. Por mais que eu pense conhecer a cidade, cada vez descubro e compreendo que ainda conheço muito pouco. Na cidade, que é referência mundial em design, acontece anualmente, sempre no mês de abril e desde 1961, a conhecida e renomada Feira de Móveis que dita tendências para o segmento da arquitetura e decoração de interiores. Designers renomados desenvolvem produtos e aproveitam este momento de enorme visibilidade internacional para apresentar o que há de novidade em mobiliário e design.

Salone del Mobile Milano 2016

A mostra é anual, mas o enfoque é intercalado entre os anos. Este foi o ano da Eurocucina, dedicada às inovações na área de cozinhas. Em 2017 será a vez da Euroluce, com destaque para a iluminação.

Quando? 

A feira acontece todo ano durante o mês de abril e dura uma semana (normalmente na primeira ou segunda semana do mês). Planejar a viagem com antecedência é essencial pois a cidade fica SUPER lotada nessa época e, quanto mais próximo da data, mais difícil de encontrar voos e hotéis com preços razoáveis!

Em 2018, a feira acontece de 17 a 22 de abril!

Horário: das 9h30min às 18h30min. 

Procurando hotel? As melhores ofertas você encontra clicando aqui! 

Onde?

A feira se espalha por diversas áreas da cidade. A mais antiga e conhecida é o Isaloni – Salão Internacional do Móvel de Milão, que acontece em pavilhões mais retirados do centro da cidade, mais precisamente no Centro de Exposições de Rho, e reúne as mais famosas marcas do gênero no mundo e seus lançamentos. 

Isaloni – Salão Internacional do Móvel de Milão

Mas não é só aí que podemos conferir as novidades. A cidade inteira respira design nesta época e caminhar pelas ruas é imprescindível. Mostras paralelas conhecidas como Fuori Salone  acontecem em regiões famosas como Brera, Zona Tortona e Zona Lambrate, além de vias importantes como a via Durini e via Torino. Para estes locais não é necessário comprar ingressos, mas em algumas lojas você vai precisar mostrar o cartão de visitas ou de estudante (comprovando que é da área) para ter acesso à exposições exclusivas e catálogos. 

Como chegar? 

Para o Isaloni, pegue o metrô em direção à Rho (que para logo na frente do salão) ou vá de taxi/carro.

Endereço: Quartiere Fiera Milano, Rho.

Para os outros lugares o esquema é o mesmo e você pode ir tanto de metrô quanto de taxi/carro.

Ingressos: 

A feira é direcionada a profissionais da área mas qualquer pessoa pode visitar. O único lugar que necessita de ingresso é o Isaloni e a dica é você comprar os ingressos com antecedência pra agilizar a entrada. Você é direcionado a uma “fast line” e com isso ganha tempo. Caso não consiga fazer a compra antecipada, não se preocupe, há venda de ingressos por lá também.

Acesse o site www.salonemilano.it, cadastre-se e compre. Você pode imprimir os ingressos ou apresentar o mesmo pelo celular. Há opções para a compra de ingressos para um dia, dois ou mais. Se você é da área, reserve pelo menos dois dias para conseguir ver tudo. A feira é gigantesca.

Dica de ouro: se você é da área, leve uma malinha de mão pois sairá da feira com inúmeros catálogos. Além disso, você vai precisar apresentar seu cartão de visitas pra receber a maioria deles, então não esqueça de levar!

O que não se pode perder?

O próprio Isalone! Nele há diversos setores e você pode entrar no site para conferir o mapa e escolher o que não quer perder. Comece por esses e, se sobrar tempo, visite os outros.

As grandes e conhecidas marcas italianas como Cassina, Poltrona Frau, Kartel, Natuzzi, Fendi Home, Armani Home, Missoni Home, Moooi, Cavalli Home, entre outras, estarão tanto no Isalone quanto nas mostras paralelas e você precisa conferir os dois lugares. Também não deixe de conferir os designers brasileiros, cada ano mais presentes na feira!

Uma das vitrines da Cassina na via Durini

Rio + Design, um pedacinho do Brasil na Zona Tortona

Eu reservei 2 dias para visitar o Isalone e mais 2 para o Fuori Salone.  Para conseguir ver tudo em 4 dias, precisei começar cedo e ser objetiva. Há muitas novidades para conferir e se perder neste mundo mágico é muito fácil.

DICA 1: Pra não ficar muito cansativo, intercale com outras atrações, o que não falta em Milão.

DICA 2: Se possível, reserve um tempo para conhecer a arquitetura contemporânea de Milão. O Projeto Porta Nuova abriga arranha-céus novíssimos e premiados como o Bosco Verticale, além da famosa Corso Como – uma rua super badalada e bem frequentada, especialmente na época da feira.

Corso Como

 Bosco Verticale

​​

 

Porta Nuova

Onde se hospedar? 

A melhor opção é ficar na área central já que o Salão fica longe das principais atrações de Milão e é muito fácil chegar até lá de metrô, mas esse assunto merece um post especial, que você encontra aqui. 

Procurando hotel? As melhores ofertas você encontra clicando aqui! 

E o clima?

O clima nesta época é agradável, com temperaturas entre 12 e 24° Celsius e não costuma chover.

Veja também: 

Como chegar e onde ficar em Milão, na Itália

O que fazer em Milão?

Foxtown: o outlet suíço pertinho de Milão

Agora é se programar para fazer as malas em Abril de 2018!

Siga a Rosane no instagram e saiba mais sobre arquitetura e interiores: @theissgirardi