Em nossa viagem de um mês pelo verão europeu, escolhemos a Sardenha pra relaxar por alguns dias, então passamos bastante tempo aproveitando a praia do hotel (que era incrível, como mostrei aqui), mas também aproveitamos para explorar um pouco o lugar. Aqui vão algumas dicas do que fazer quando estiver pela Costa Smeralda, olha só:

1 – Passear em Porto Cervo

O lugar mais famoso da Costa Smeralda, esse centrinho super glamuroso é uma delícia pra se passear, tomar um sorvete, jantar e, se o orçamento permitir, fazer umas comprinhas (na grande maioria, lojas de grife). Aqui você também encontra um supermercado e uma farmácia, importantes em qualquer viagem.

Pra quem vai de carro, tem um estacionamento principal (não sei se público ou privado, mas de qualquer forma você tem que comprar um ticket com uma pessoa que fica por lá) e estacionamentos privados ao redor.

Porto Cervo

Horário: durante o verão, as lojas fecham para o almoço e ficam abertas até bem tarde, entre 23h e 24h, então da pra jantar e depois ir passear por lá.

2 – Spiaggia del Principe

Uma das praias mais famosas da Costa Smeralda. Você deixa o carro num estacionamento pago e faz uma pequena trilha até a praia, que realmente é super linda! Pra minha infelicidade, entretanto, a praia estava lotada de turistas, e isso tirou bastante da magia prometida. Aquela água cristalina estava cheia de óleo de protetor, além de o mar estar repleto de bóias e pessoas jogando bola dentro da água.

 Spiaggia del Principe

 Spiaggia del Principe vista da trilha

Spiaggia del Principe

DICA: não encontrei estrutura em nenhuma praia como temos aqui no Brasil (sem aluguel de cadeira nem guarda-sol, banheiro e bares também são raros) então vale a pena comprar um guarda-sol e uma canga em alguma loja ou pagar um pouco mais caro pros vendedores de praia.

Procurando acomodação em Porto Cervo? Confira os melhores preços aqui!

3 – Passear em Poltu Quatu 

O lugar é uma graça! Todas as casas são branquinhas, contrastando com o verde da paisagem, o azul do mar, além das lanchas e iates atracados no porto. Aqui tem várias opções de hospedagem e me parece um bom lugar pra se ficar (além daqueles que mencionei no post anterior), mas quase não há restaurantes e lojas, então é um passeio apenas para observar a beleza local.

 Poltu Quatu, fonte: google.com/maps

4 – Liscia di Vaca

Outro lugar bom de se pegar praia pela costa é Liscia di Vaca. Uma coisa que você vai perceber é que a costa possui poucas praias daquele jeito que estamos acostumados – com longas faixas de areia e bastante estrutura. É difícil encontrar faixas de areia um pouco maiores, então qualquer lugar pra se pegar praia estará bastante cheio, pelo menos na alta temporada!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na praia em Liscia di Vaca

Aqui, siga a mesma dica: leve guarda-sol, toalhas, cangas e todo o necessário pra passar o dia. Lá tem uma barraquinha pra comprar água, picolé, e algumas outras comidinhas, e um estacionamento pago para deixar seu carro.

Dica de ouro: os europeus costumam levar todo o tipo de refeição pra praia, e esse é um bom jeito de economizar e estar prevenido se a fome bater e não tiver nada pra comer onde você estiver. Então, vale a pena você passar no supermercado (tem um na entrada de Porto Cervo) e comprar algumas coisinhas.

5 – Arquipélago La Maddalena

Atração imperdível, o passeio pelo arquipélago promete toda aquela beleza que esperamos da Sardenha. Tem várias formas de fazer esse passeio, e tudo vai de acordo com o seu orçamento. Você pode alugar um barco particular (os hotéis costumam oferecer esse serviço terceirizado) ou ir até uma das inúmeras barraquinhas espalhadas pela costa e comprar seu ticket para um passeio num barco maior. Na Baja Sardinia, onde fiquei, as barraquinhas ficam de frente pra praia e sempre tem gente por lá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Barco do passeio                                                                                       Arquipélago La Maddalena

Arquipélago La Maddalena​

O passeio faz algumas paradas nas praias mais conhecidas e outras no meio do mar pras pessoas mergulharem e curtirem um pouco desse lugar maravilhoso. Também foi servido um almoço no barco (macarrão com molho vermelho) bem razoável, e eram vendidas bebidas e petiscos.

​​​​

Arquipélago La Maddalena​

O passeio dura o dia todo e vale super a pena! Você precisa ir com roupa de banho e levar toalhas e protetor, uma canga também é uma boa ideia pra sentar nas praias (que não tem nenhuma estrutura).

Sobre o preço já não consigo em recordar muito bem, mas acho que pagamos em torno de 60 euros por pessoa.

6 – ​O pôr do sol no Phi Beach

Considerado pelos italianos como um dos mais lindos do mundo, ver o pôr do sol no Phi Beach é algo que não pode faltar na sua programação. Além do lugar ser super legal, a vista é realmente muito linda. Fomos pra lá no final da tarde, pedimos uns drinks e aperitivos e assistimos ao pôr do sol.

Ao escurecer, o Phi Beach vira uma balada e começa a lotar, mas não chegamos a ficar muito tempo porque eu estava bem doente – apenas o suficiente pra ver que é super bem frequentada.

​​

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Phi Beach                                                                                          Aperitivos e Drinks

Phi Beach

 Phi Beach

7 – A comida italiana e a receptividade usual

Estar na Itália é como se sentir em casa. As pessoas são super simpáticas, prestativas, e a comida é excelente em qualquer lugar! Massas, gelato italiano, vinhos bons e baratos, aproveite pra curtir tudo que a Itália tem de melhor (tem pra todos os bolsos) e traga boas lembranças de lá!