Depois de 10 dias super bem aproveitados na costa francesa em Julho de 2015, nossa próxima parada foi a Sardenha, mais precisamente a famosa Costa Smeralda.

Conhecida por sua água cristalina e praias de areia branca e fina, a Sardenha caiu na graça dos turistas, especialmente os europeus. Então, em julho e agosto (período de férias de verão por lá) é quando a ilha costuma ficar mais lotada. Pretende ir pra lá? Te conto um pouquinho do que você precisa saber pra se planejar.

Como chegar?

Chegar na Sardenha não é uma tarefa muito difícil. Você vai encontrar voos saindo de diversas cidades italianas se estiver por lá. Nós voamos de Easyjet saindo de Nice e chegando em Olbia (capital), mas você também pode optar por chegar em Cagliari e Alghero, tudo depende do seu roteiro.

Mapa mostrando as principais cidades da Sardenha, fonte: google.com/maps 

Como nosso objetivo era conhecer a costa smeralda, embora diversas sejam as atrações da Sardenha, optamos por chegar em Olbia pela sua proximidade com a costa (entre 30 e 50km, dependendo de onde você se hospedar, mas a estrada é de pista única e cheia de curvas então o caminho leva um tempinho maior que o esperado).

Onde ficar?

Essa foi uma decisão difícil! O lugar mais badalado com certeza é Porto Cervó, que é um centrinho super agradável, cheio de gente bonita e onde estão todas as lojas de grife. Num primeiro momento, tinha reservado o Hotel Luci Di La Muntagna e, durante minha visita à Sardenha, passei por lá e gostei bastante. Não posso opinar sobre as acomodações, mas a localização é ótima e me parece uma boa opção pra quem quer ficar no centro.

Dê uma olhada nos melhores preços para o Hotel Luci Di La Muntagna clicando aqui!

Contudo, o maior objetivo dessa viagem era curtir o verão e, na Costa Esmeralda, ou seu hotel terá uma praia particular, ou você provavelmente vai ter que pegar um carro pra poder usufruir dela (exceto alguns hotéis mais simples que ficam perto das praias maiores).

Assim, prezando o descanso e a praia, escolhemos ficar no Grand Hotel Smeraldo Beach, na baja sardinia, um 4 estrelas super bom! A área externa do hotel é o que mais impressiona, tendo uma praia privativa, piscinas e toda a estrutura que você precisa pra curtir o dia lá dentro. Inclusive, é isso que muitos europeus fazem – vão até lá só pra relaxar no hotel.

Reserve e se hospede com segurança no Grand Hotel Smeraldo Beach clicando aqui 🙂

Outro ponto positivo foi a meia-pensão: no valor do hotel estavam incluídos o café da manhã – super bem servido, com várias opções – e a janta – num clima mais chique, com direito à cardápio do dia e, como todo bom hotel italiano, primeiro prato, segundo prato e sobremesa, tudo DELICIOSO.

O hotel também possui estacionamento gratuito, um gasto a menos!

A localização era excelente. Em poucos minutos de carro chegávamos em Porto Cervó ou nas praias mais famosas da costa.​

​Grand Hotel Smeraldo Beach​

Praia privativa do hotel 

​O hotel mais famoso por lá é o Cala Di Volpe, que também tem uma praia privativa e você pode deixar sua lancha ou iate por lá. O preço costuma ser bem mais alto que os outros dois que citei, mas sempre vale dar uma conferida.

Quem pode, pode, não é mesmo? Reserve sua hospedagem no hotel Cala Di Volpe clicando aqui (e depois me mostre as fotos!) 🙂

Endereços:

1- Hotel Luci Di La Muntagna: Via Sa Conca 55, 07021 Porto Cervo, Itália

Para mais informações sobre amenidades e preços, clique aqui!

2 – Grand Hotel Smeraldo Beach: Via Tre Monti Baja Sardinia, 07020 Baja Sardinia, Itália

Para mais informações sobre amenidades e preços, clique aqui!

3 – Cala Di Volpe: Costa Smeralda, 07021 Porto Cervo, Itália

Para mais informações sobre amenidades e preços, clique aqui!

Menu do jantar e outra praia privativa do Grand Hotel Smeraldo Beach

Como se locomover?

Alugar um carro me parece indispensável na Costa Esmeralda. Isso porque nada fica muito perto pra se fazer a pé e normalmente você terá que pegar um pedaço da estrada pra chegar nas praias, restaurantes e centros comerciais. Nós alugamos um carro pela Hertz, pegamos e deixamos no aeroporto de Olbia, e foi super tranquilo.

Dirigir por lá também não é complicado. No começo, ficamos meio assustados com as estradas, são pista única e nada iluminadas, além de pouquíssimo movimentadas – pelo menos em julho. Mas é assim mesmo, e depois de um tempo você pega o jeito.

Dica de ouro: a mesma que sempre dou. Compre um chip para celular com internet e use o google maps como GPS para se locomover. Vale bem mais gastar com isso que alugar um GPS das locadoras de carro, e você ainda tem internet pra usar com outras coisas! Como já tinha um chip italiano que comprei em Milão, não sei indicar onde comprar no aeroporto mas, na pior das hipóteses, algumas casas de câmbio tem uns planos pra celular!

Ah! Não estacione em locais não permitidos, por mais que várias pessoas façam isso por lá. Sempre opte pelos estacionamentos pagos, senão você pode encontrar uma multa de presente na volta do passeio.