Mais um Morando por aí da Califórnia, destino super procurados pelos Brasileiros por ser um dos estados mais conhecidos dos EUA! Vamos conhecer um pouco da experiência de intercâmbio da Daniela Machado, 19 anos, estudante de Relações Internacionais que morou na cidade de Rancho Palos Verdes, condado de Los Angeles, na Califórnia. A Dani passou um mês por lá estudando inglês entre junho e julho de 2013 e veio nos contar um pouco mais sobre a sua viagem, nós adoramos! Continue lendo para conferir os detalhes conosco:

O que te levou a escolher a cidade/país?

Quando comecei a ver as coisas pra ir, já tinha certeza que iria para os EUA. Me apaixonei pela cidade, especialmente pelas fotos da vista do colégio (Marymount College, atualmente chamado de Marymount Califórnia University) mas também não tomei a decisão sozinha, minha amiga foi junto comigo e tivemos que chegar em um consenso. Felizmente, concordamos em Rancho Palos Verdes.

 Vista da sala de aula

Você fez o processo sozinha (o) ou por intermédio de terceiros?

Fiz tudo com a ajuda da agência de viagens chamada Intercultural, com o Rodger.

Qual foi a documentação necessária?

Só pediram meu passaporte e visto. Como fui estudar por 1 mês, não foi necessário o visto de estudante, apenas o de turismo. Logo quando cheguei, foi necessário fazer um teste de nivelamento na escola pra ver em qual turma eu estudaria.

Como escolheu onde morar?

Quando fui na Intercultural escolher a acomodação ainda estava um pouco indecisa se iria realmente para Los Angeles ou para outro lugar, e o que me fez realmente escolher LA (além da vista maravilhosa que a escola tem) foi a opção de “moradia estudantil”, um condomínio relativamente pequeno com casinhas para até 6 pessoas com estudantes de todas as partes do mundo.

Apesar de ser um pouco afastado do centro, era bem pertinho da escola – uns 10-15 min de ônibus – e 1 hora do centro (sem filas). Acabei ficando em uma casa com quatro brasileiras e uma delas já era minha amiga, mas também acho que teria sido uma experiência muito legal ter ficado com pessoas de outros lugares. Não havia muitas opções de lugares para ir a pé perto de onde eu fiquei, mas tinha Starbucks, Burger King, Taco Bell e um supermercado, o que era o suficiente. Já se chamasse um táxi havia várias opções que não demoravam mais de 10min.

Como foi chegar no lugar, qual foi sua primeira impressão? Te receberam bem?

Quando chegamos em LA, nos levaram direto para os “dorms”. Lá, separaram as pessoas que iam ficar na mesma casa e quarto, entregaram as chaves, explicaram algumas regras e esse tipo de coisa. O pessoal que trabalhava no condomínio era bem empolgado e super legal, a maioria eram jovens de 20 a 26 anos, que moravam por perto e estavam de férias, eles sempre davam dicas pra gente e alguns até ajudavam com o “homework”.

Logo quando cheguei me apaixonei pela Califórnia, apesar de já haver visitado umas duas vezes antes com meus pais, dessa vez foi mais especial. Depois de ter estudado lá sempre tento levá-los de novo e acho que se tivesse que me mudar de Floripa (e tivesse a opção de escolher) só iria para lá, senão ficaria por aqui mesmo!

 Turma da sala de aula

Como era sua rotina?

Acordava cedo com o pessoal que trabalhava nos dormitórios batendo na porta/tocando a campainha e já ia pra escola – o ônibus saía de dentro do condomínio de estudantes que fiquei. Depois da aula almoçava na escola mesmo e tinha o resto do dia livre pra conhecer os lugares e fazer o que quisesse, a única restrição era o “curfew” às 22hrs e depois desse horário não podia mais sair de dentro de casa, isso era o dia-a-dia. Toda sexta tinha uma festa com temas diferentes (country, blackout, ship’s crew, churrasco) e sábado e domingo tirávamos o dia pra ir aos parques e lugares mais distantes.

 Festa Blackout

Como era o clima por lá?

Em Palos Verdes, era sempre frio de manhã e com o passar do dia ia esquentando um pouco. Quando íamos para o centro de LA e para as praias era sempre muito quente. Em um dos primeiros dias peguei chuva, mas o pessoal que morava na regiao disse que é muito difícil chover e que eles nem tinham sombrinha por causa disso.

Quais os lugares que você mais gostava de frequentar?

Para falar a verdade, o lugar que mais costumava ir para passar um tempo eram as áreas externas (gramado) da escola, adorava passar um tempo pensando e apreciando a vista. Tirando isso, não tinha costume de ir pra nenhum lugar específico, acho que foi porque fiquei só 1 mês por lá, aí sempre tentava conhecer algum lugar novo e diferente.

Quais os lugares que não estão nos roteiros turísticos típicos mas vale a pena conhecer?

Primeiro de tudo, quem vai pra Califórnia tem que passar no In-n-out, hamburgueria da região, que só tem por lá (lembra que a Isa também deu essa dica? Podem conferir aqui) e na Sprinkles que tem duas: a sorveteria e a de cupcakes, elas ficam uma do lado da outra.

Depois, indicaria ir até o colégio onde estudei, pela vista maravilhosa que se tem de lá já que fica praticamente no topo de uma colina, morro ou algo do tipo.

Todas as praias valem uma visita (Venice, Santa Monica, Huntington, Redondo, Long Beach…).

Conhecer a UCLA e, se tiver tempo e gostar de montanha russa, passar no Knott’s Berry Farm (parque de diversão do Snoopy) e parar nas casinhas que tem praticamente na entrada do parque, onde tem uma sequência típica do lugar, que não é a melhor comida do mundo, mas vale a pena experimentar.

 Beverly Hills

Qual o custo de vida da cidade?

Acabei não tendo noção do custo de vida de lá, porque almoçava sempre no colégio e pegava o ônibus que já estavam inclusos no preço que paguei quando saí de Floripa.

O que você mais gostou de fazer durante sua estadia?

Acho que o que mais gostei foi o fato de ter feito amizades com pessoas de todo mundo (fui até visitar uma francesa que conheci lá) e o tempo que passava com eles nos “dorms”. Conhecer San Diego também foi legal, mas provavelmente o acontecimento mais marcante foi quando fomos a Huntington e por um acaso estavam organizando as coisas para o Vans US Open of Surfing e a praia estava bem  movimentada e com um clima diferente.

O que não se pode deixar de trazer de lá?

Acho que o que todo mundo que vai pra Califórnia tem que trazer algo com o urso da bandeira ou então alguma coisa do time do Lakers ou Dodgers, que todos são super fãs.

Beverly Hills

No geral, como foi sua experiência? O que você recomendaria e não recomendaria?

Minha experiência foi ótima! Uma das únicas coisas que fiz e que não recomendo pra ninguém é o zoo de San Diego. Também vale se programar para só dar uma passadinha rápida e “dizer que conheceu” o centro de LA (downtown) porque lá não tem absolutamente nada pra fazer, quando fui perdi meu dia.

Alguma curiosidade que deseja compartilhar?

Fique de olho nas datas de jogos principalmente de beisebol, porque sempre é uma festa, não tive a chance de ir em algum na Califórnia, mas fui em Toronto e garanto que é uma experiência muito legal e diferente, vale muito a pena curtir e comemorar na torcida.

Quer falar mais com a Daniela? Entre em contato pelas redes sociais:

Facebook: Daniela Machado Silva

Instagram: danimachadosilva