Dia de voltar pra casa mas, antes disso, algumas paradas. Já contei sobre os passeios da Serra do Rio do Rastro, das vinícolas de São Joaquim e dei dicas de onde se hospedar nos posts anteriores, e o destino agora era o Cânion da Ronda.

Não perca os melhores preços de hospedagem na Serra clicando aqui. 

 

Da fácil acesso, o cânion da Ronda fica logo ao lado do parque eólico e você pode visitar os dois pagando uma entrada de 5 reais por pessoa.

 

Como chegar: o acesso fica logo ao final da serra do rio do rastro (na esquerda, pra quem vem da serra), ainda antes do mirante! Uma entrada bem discreta, mas tem uma placa na frente. Pegando essa entrada, você ainda terá que dirigir uns 4km em estrada não asfaltada para encontrar o local.

Parque eólico de Bom Jardim da Serra​​

​Cânion da Ronda

Existem ainda mais dois cânions que você pode visitar nessa rota, mas os dois estão localizados em propriedades privadas então é necessário conseguir um guia. O hotel em que me hospedei, o Hotel Fazenda Rota dos Cânions, oferece os passeios mesmo pra quem não está hospedado.

Cânion da Ronda

Depois, seguimos viagem até Urubici (70 km) para pegar a autorização necessária para subir o Morro da Igreja. Todos os dias, as autorizações são distribuídas pelo ICMBio sem custos e isso serve para controlar o acesso devido a necessidade de preservação do local.

Endereço para autorização: Av Felicíssimo Rodrigues Sobrinho, 1542, Bairro Esquina – Urubici/SC

Horário: todos os dias entre as 08:00 e as 12:00 e entre as 13:00 e as 16:30.

Dali, seguimos caminho até o acesso ao Morro da Igreja (uns 12 km) e começamos nossa subida. No meio da subida, paramos para o almoço num restaurante com buffet livre (R$ 25 por pessoa) ao lado de outra atração famosa do local, a cascata do véu da noiva. Para conhecer somente esta atração, não é necessária a autorização do ICMBio.

Acesso à cascata do Véu da Noiva

 Cascata do Véu da Noiva

Seguimos dirigindo até o Morro da Igreja (logo depois da cascata, existe uma guarita que recolhe as autorizações para subir). Mais alguns quilômetros e chegamos até o ponto de observação, que rende uma linda vista e boas fotos.

Tanto a cascata do véu da noiva quanto o morro da igreja estão inseridos no Parque Nacional de São Joaquim, criado em 1961 para proteger o remanescente de Matas de Araucárias. Na região nordeste do parque se encontram as áreas de maior altitude, sendo o ponto máximo o Morro da Igreja, com 1.822 metros, se tornando uma atração turística. Mais informações, clique aqui.

Horário de visita: das 8h às 17h todos os dias.

 Vista do Morro da Igreja

Vista do Morro da Igreja para a Pedra Furada