Como eu já contei, resolvi me aventurar pela Eslovênia depois de me apaixonar virtualmente pelo país e, clicando aqui, você pode ver todos os detalhes relacionados à logística da viagem, como hospedagem, transporte e roteiro. Nossa jornada começou indo de Ljubljana, a capital, para Bled, uma das cidades mais famosas devido à sua linda paisagem. Seu ponto alto é o azul do lago azul com uma igreja ilhada no centro, que leva o nome da cidade. Foi uma viagem com bastante contato com a natureza e eu adorei porque era isso que eu estava procurando depois de pesquisar sobre o país.

 

Bled

Informacões gerais

Bled tem 72km² e uma população estimada em 8.100 mil habitantes de acordo com o senso de 2010. Sua principal atração é o Lago Bled, que prende a atenção pelo seu azul lindo. No centro do lago há uma ilha natural, onde foi construída uma igreja muitos anos atrás. E, pra finalizar, olhando para a colina encontra-se o castelo mais antigo do país.

 Vista de Bled: lago, ilha e castelo formando uma linda moldura

O que fazer?

Não há muito o que fazer em Bled além de apreciar seus entornos. É possível ir de barquinho até a Ilha e conhecer a Igreja, subir até o Castelo (10 euros a entrada) e tomar um café nas cafeterias próximas ao lago. No verão deve ser ótimo alugar seu próprio barquinho e aproveitar o Lago pra se refrescar.

O ponto negativo da Eslovênia é que chove muito, principalmente no verão. Então é claro que quando eu estava descendo do castelo, começou uma chuva forte. Eu também havia pesquisado sobre trilhas para se fazer perto de Bled no site everytrail, mas os planos foram interrompidos pela chuva.

 Barcos pra ir até a ilha no centro do Lago Bled

Bohinj

A próxima atração foi Bohinj, que infelizmente não foi bem aproveitada por nós por motivos de: impossível sair do carro naquela chuva. A cidade fica a menos 20min de Bled, e seu lago é imenso! Deu pra ver a diferença mesmo de dentro do carro. Fiquei muito chateada com o tempo porque é muito lindo e eu estava ansiosa para ver! Aos que desejam pernoitar por essas regiões, indico Bohinj por ser mais barato se hospedar que Bled, mas num todo eu não achei um país caro – muito pelo contrário, se comparar com Munique, eu estava no paraíso.

 

Já reservou seu hotel na Eslovênia? Não perca tempo e confira aqui os melhores preços de Bohinj!

Bohinj por Erin Babnik

A terceira parada do dia seria Vintgar Gorge, mas acabamos deixamos isso para o dia seguinte, onde você pode ver aqui.