O Morando por aí de hoje é uma colaboração da nossa amiga Betina, que vive no Canadá há alguns anos. A Bet tem 22 anos e mora em Winnipeg, capital da província de Manitoba. Lá ela estuda Business Administration na Universidade de Winnipeg (com duração de 4 anos) e trabalha como Customer Service Representative no banco CIBC.

O que te levou a escolher a cidade/país?

Havia feito intercâmbio pra Winnipeg na época do ensino médio, então já conhecia a cidade. A província tem um bom programa de imigração e a universidade é mais acessível se comparada com outras universidades canadenses, além de ter me dado mais suporte durante o processo de aplicação.                                                                                                                                               

                                                                                                                                     Na frente da universidade de Winnipeg

Você fez o processo sozinha ou por intermédio de terceiros?  

Fiz sozinha. Foi consideravelmente simples e a universidade deu bastante apoio durante o processo.

Qual foi a documentação necessária?

Certificado de ensino médio, application fee e teste de proficiência em inglês.

Como escolheu onde morar? 

Escolhi morar na casa de uma amiga até me readaptar à cidade e à rotina da universidade. Agora, moro com roommates em uma casa alugada em Osborne. Fica mais no centro da cidade e um dos motivos que eu escolhi esse local é porque dá pra fazer tudo a pé, tem ótimos bares e restaurantes a alguns minutos da minha casa e é uma área com bastante gente jovem.

Muitos estudantes moram em residência estudantil nos primeiros semestres, o que também é uma boa opção pois fica no campus, é seguro e tem a opção de ter um plano de refeições incluso.

 

Ainda não reservou seu hotel para o Canadá? Não perca tempo e confira os melhores preços aqui!

 

Como foi chegar no lugar, qual foi sua primeira impressão? Te receberam bem?

Eu cheguei no meio do inverno, então estava bem frio e nevando. Minha amiga e a família dela me pegaram no aeroporto. Já na universidade tivemos um dia de orientação onde eles fizeram um tour no campus, falaram sobre serviços importantes – como por exemplo o safe walk, onde alguém do programa te acompanha ou te da carona a qualquer hora pra qualquer lugar que fique entre 10 quadras do campus -, tiraram dúvidas dos estudantes e explicaram outras coisas importantes como seguro de saúde, visto, etc.

Como é sua rotina?

Eu estudo, faço academia, jogo futebol durante a semana e, nos finais de semana, trabalho em um banco. Durante o inverno eu pego o ônibus pra me locomover e durante os meses mais quentes eu tento andar o máximo possível. O caminho da universidade até minha casa não poderia ser melhor, passo pelo legislative building e pela osborne village.

Se eu tenho aula em períodos diferentes, eu geralmente fico na universidade estudando enquanto espero pela próxima aula ou vou na academia.

Como é o clima por lá?

Os invernos geralmente são muito frios e com pouco sol, o que pode ser um pouco depressivo. Esse ano o inverno foi bom, não teve tanta neve quanto nos outros anos e as temperaturas ficaram em torno dos 15 e 20 graus negativos. Houve apenas uma semana em que estava muito frio, chegando a temperaturas mais extremas.

Durante o inverno o pessoal fica mais em casa mesmo. É essencial o uso de algumas camadas de roupa, principalmente nos dias mais frios. Um bom par de luvas e uma toca quentinha também são essenciais para se manter aquecido e não ter queimaduras de frio. Alem disso, é bom investir numa bota de inverno impermeável.

Depois de um tempo você se acostuma com o frio e não usa tanta roupa assim. Durante o inverno geralmente eu uso uma blusa, um moletom e minha jaqueta de inverno que é bem quente. Nos dias mais frios uso uma blusa mais quentinha por baixo de tudo.

O verão, primavera e outono são similares ao clima do brasil, com o verão sendo bem quente.

Quais os lugares que você mais gosta de frequentar?

Em termos de restaurantes, recomendo o Pineridge Hollow, Nuburger, Baked Expectations, Evas Gellato e BDI. Osborne Village e Exchange District possuem ótimos cafés e restaurantes também.

Para compras geralmente vou ao Polo Park Shopping Centre, Ikea, Osborne Village, e há um outlet na Kenaston Blvd com diversas lojas.

Quanto você costuma gastar por mês?

Aluguel: $400

Bus pass: $70.85

Comida: $200-300 por mês

Celular: $55.93

Quais foram suas melhores experiências?

Com certeza todos os eventos e festivais que pude participar. Folklorama foi uma ótima experiência. Vi Billy Elliot, West Side Story, Dracula, Disney on Ice, entre outros. Pude ir a um jogo do Jets e ir aos shows da Rihanna e Sean Paul. Além disso a cidade tem ótimos restaurantes, e é muito bom poder experimentar novas comidas.

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com o mascote do Winnipeg Jets                                                                                                                                                                                                                 Hudson, o urso polar do zoológico em Assiniboine Park

O que não se pode deixar de fazer por lá?

Assiniboine Parkas vezes tem performances por lá e é onde fica o zoológico, parada obrigatória para conhecer os ursos polares.​

Exchange District: uma área da cidade com ótimos restaurantes, lojas, teatros, eventos e galerias. É na Old Market Square que acontece o Fringe Festival e o Jazz Festival.

Human Rights Museum: Primeiro museu dedicado a celebração dos direitos humanos.

Manitoba Museum: Ótimo museu para se conhecer mais sobre a história de Manitoba. O museu também possui uma galeria dedicada à ciência e um planetário.

Osborne Village: ótimos restaurantes, lojas e eventos.

The Forks: Um dos meus lugares favoritos. É onde o Assiniboine river encontra o Red river. O local possui diversos restaurantes, muitos de países diferentes, onde se pode comer pastel e até tomar um guaraná. Também possui lojas e uma torre de onde se tem uma bela vista de downtown e dos rios, ótima para tirar fotos. Durante o inverno é possível patinar nos rios e o the forks possui diversos eventos e festivais durante o ano.

Interior do The Forks

Folklorama: Um festival multicultural que acontece em Agosto. Há diversos pavilhões de diferentes países e culturas. Ótimo para provar comidas diferentes e aprender sobre outras culturas.

Pavilhão alemão do festival Folklorama

Casinos: Club Regent Casino e Mcphillips Station Casino.

Festivais: Provavelmente uma das melhores coisas sobre a cidade é que há muitos festivais. Algum deles são: jazz festival, folk fest, comedy fest, fringe fest, festival du voyageur.

Foto do Festival du Voyageur 

Galerias de arte: Winnipeg possui muitas galerias também com exposições interessantes. Alguma delas são: Winnipeg Art Gallery e Gurevich Fine Art.

Thermea Spa: Um spa bem famoso aqui.

Skyzone Indoor Trampoline Park: parque de cama elástica.

No geral, como foi sua experiência? O que você recomendaria e não recomendaria?

Definitivamente recomendaria vir durante o verão para poder aproveitar todos os diferentes festivais e poder ir a um jogo do Winnipeg Bombers (futebol americano). Caso a viagem seja durante o inverno, recomendaria patinar no gelo no The Forks e dar uma checada em um jogo dos Jets (hockey). Além disso, o zoológico e the forks são ótimas experiências durante o ano todo.

Antes de vir, é bom checar que tipos de eventos e festivais estão acontecendo na cidade para poder se planejar bem e aproveitar ao máximo.

Exterior do The Forks

O que não se pode deixar de trazer de lá? 

Maple Syrup, que é um xarope doce muito consumido pelos canadenses, principalmente com panquecas.

Quer saber mais sobre a vida da Betina no Canadá? Procure por ela:

Instagram: @betinabc

E-mail: betina11bc@gmail.com