Fazer um passeio a pé pela cidade conhecendo seus principais pontos virou atração obrigatória nas grandes cidades turísticas da Europa. Melhor ainda quando é de graça! Os Free Walking Tours geralmente duram 2/3 horas e seu diferencial é que você paga o quanto achar que deve no final do passeio. Por esse motivo os guias geralmente são muito descontraídos, comunicativos e sempre contam histórias inéditas e super interessantes sobre a cidade e seus monumentos.

Onde encontrar o Free Walking Tour?

O tour acontece todos os dias e começa às 10h e 40min na Marienplatz, bem em frente a Neue Rathaus (nova prefeitura, de estilo gótico e cheia de detalhes que são de se perder olhando). Das 10h40min às 11h espera-se para que todos cheguem e os guias separam os grupos, já as 11h começa a apresentação do relógio que fica na torre da prefeitura.

Tocam músicas tradicionais da Baviera e a apresentação mostra uma batalha em que o rei da Baviera sai vencedor (lógico haha). Também é retratada a dança dos cubanos, a Dança do Tanoeiro, encenada pela primeira vez em 1517 para alegrar a cidade que temia a peste negra.

Neue Rathaus

Pontos turísticos à pé por Munique

Começamos o passeio a pé e passamos pela Igreja Alter Peter, onde há uma torre na qual se pode subir – são mais de 300 degraus porém a vista linda da cidade faz o cansaço valer a pena! Infelizmente, não há tempo de subir durante o tour, então fica a dica de programação pras horas livres posteriores.

 

Já sabe onde se hospedar em Munique? Não perca tempo e encontre os melhores preços da cidade aqui.

 

Andando um pouco mais, chegamos no Viktualienmarkt, o mais tradicional mercado de rua de Munique. Recomendo não fazer o tour no domingo (como eu fiz) porque o mercado não funciona – na verdade, nada funciona no domingo por aqui.

Horário de funcionamento: Seg – Sex 10am – 6pm e Sábado 10am – 3pm

Foto: Decoração do Viktualienmarkt

Uma parte interessante do tour é quando vamos ao Hofbräuhaus, o restaurante mais famoso do mundo, onde Hitler deu seu primeiro discurso. A guia conta diversas histórias sobre a 2ª Guerra Mundial e, ao final, nos leva ao caminho que Adolf Hitler percorreu em sua tentativa de marcha rumo à Berlim, onde foi preso alguns metros depois de começar.

                        Salão superior do Hofbräuhaus

Passamos também pelo Teatro Nacional que é uma casa de ópera da Alemanha, base da Ópera e do Balé do Estado da Baviera.

O horário de funcionamento é Seg-Sab das 10h às 19h, exceto nos domingos, quando está fechado. É uma construção linda no estilo grego que fica ao lado da Residenz, antiga residência das famílias reais da Baviera. A guia nos disse que, por mais que a construção não encante muito por fora, por dentro é imperdível – e aberto para visitação todos os dias! Os preços para as diversas entradas da Residência se encontram aqui.

As histórias por trás de cada construção e monumento são o que fazem o tour valer a pena, ser apresentado a tudo por alguém que conhece e vive aquilo diariamente faz toda a diferença. O tour termina na Odeonzplatz – local onde o Hitler começou sua marcha em 1923 (e logo depois foi preso) – e, na data em que fiz o tour, estava acontecendo a comemoração do St. Patrick´s Day.

 

Quando fazer?

Eu sempre gosto de fazer esse tipo de passeio no começo da viagem, porque dá pra ficar melhor localizado na cidade e decidir o que se quer visitar e conhecer melhor depois. No meu caso, pretendo voltar com tempo em todos os lugares para desfrutar melhor essa cidade linda que é Munique e, claro, contar tudo aqui no blog depois!